Litoral Norte RN

Galinhos

A beleza rústica do litoral norte potiguar pode ser aproveitada em passeios de um ou dois dias, em buggies ou em veículos com tração nas quatro rodas, até a divisa com o Ceará.

Os cerca de 250 quilometros de litoral são uma sequencia de vilarejos habitados por pescadores, sempre margeados por praias semi-desertas, com dunas, falésias e águas calmas pontilhadas por jangadas ou barcos.

Entre os povoados estão pequenas preciosidades, como Touros, São Miguel do Gostoso, Galinhos e Ponta do Mel – este já quase em terras cearenses, na chamada Costa do Sal ou Pólo Costa Branca, uma referência às salinas que se concentram na região, sobretudo nos arredores de Mossoró, Macau e Areia Branca, onde se produz cerca de 90% do sal do Brasil.

[jwplayer config="myplayer" file="http://www.bahia.ws/videos/rio-grande-do-norte/costa-do-sal-rn.flv" image="http://www.bahia.ws/videos/rio-grande-do-norte/costa-do-sal-rn.jpg" html5_file="http://www.bahia.ws/videos/rio-grande-do-norte/costa-do-sal-rn.mp4" download_file="http://www.bahia.ws/videos/rio-grande-do-norte/costa-do-sal-rn.mp4"]



PRINCIPAIS PRAIAS

Veja o mapa turístico do Rio Grande do Norte

Touros: comunidade de pescadores com areias tranqüilas e águas calmas, protegidas por barreiras de recifes. Oferece vista do Farol do Calcanhar.

São Miguel do Gostoso: praia quase deserta, de águas tranquilas, com trechos de calçadão entremeado por palhoças.

Tourinhos: cenário de falésias amarronzadas com uma vegetação que, esculpida pelas águas, ganha formas esculturais que lembram troncos velhos de madeira.

Praia do Marco: faixa reta e deserta de areia, com desova de tartarugas e mar calmo. No inverno, o acesso é só pela praia.

Galinhos: paisagem de dunas baixas e de águas de rio e de mar convidativas ao banho.

Ponta do Mel: praia selvagem em uma bonita enseada cercada por falésias vermelhas e dunas, com mar calmo propício para banhos.

Tibau: na divisa com o Ceará, é freqüentada por veranistas de Mossaró. Dunas, coqueirais, falésias e águas rasas e calmas fazem parte da paisagem. As barracas funcionam nos fins de semana ou na temporada.

Touros: o nome se deve a uma formação rochosa na praia, semelhante a uma cabeça de touro. Com acesso pela BR-101 e pela RN-221, Touros, a 88 quilometros de Natal , é a localidade mais estruturada do litoral norte.

Oferece ao turista praias de mar calmo, com coqueirais e recifes; pequenas casas na orla e jangadas espalhadas na água completam o cenário.

São assim as praias de Carnaubinha, do Farol, da Gameleira, Garças e Perobas. Nesta última, há um ponto de mergulho em meio aos parrachos: durante a maré baixa, lanchas levam os banhistas para duas horas de mergulho livre no trecho de recifes com 6 quilômetros de comprimento e 1,5 de largura.

O Farol do Calcanhar, construído em 1943, é o mais alto da América Latina, com 65 metros de altura e 9 de altitude.Farol do Calcanhar RN

Apenas aos domingos é liberada aos visitantes a subida de seus 298 degraus para contemplar uma bela paisagem de contrastes: de um lado, praias desertas, a cidade de Touros e uma infinidade de mar; de outro, no sentido do Ceará, um descampado em tons de verde e marrom – ali, após a curva (o “calcanhar”) que o território brasileiro delimita, têm início a vegetação e o clima típicos do semi-árido nordestino.

SÃO MIGUEL DO GOSTOSO

Ninguém sabe ao certo a origem do nome do lugarejo, distante 105 quilômetros de Natal. “São Miguel”, evidentemente, homenageia o anjo; a explicação sobre o restante é nebulosa: há quem atribua o “gostoso” a um personagem popular, de risada contagiante – gostosa.

[jwplayer config="myplayer" file="http://www.bahia.ws/videos/rio-grande-do-norte/sao-miguel-do-gostoso-rn.flv" image="http://www.bahia.ws/videos/rio-grande-do-norte/sao-miguel-do-gostoso-rn.jpg" html5_file="http://www.bahia.ws/videos/rio-grande-do-norte/sao-miguel-do-gostoso-rn.mp4" download_file="http://www.bahia.ws/videos/rio-grande-do-norte/sao-miguel-do-gostoso-rn.mp4"]

Seja como for, o arraial é de fato um lugar agradável, onde o turismo não alterou a rotina da pesca, da renda de labirinto e da produção artesanal de farinha.

No centro resiste o sítio Caldeiro, a primeira casa local, hoje convertida em pousada; fica ali também a pequenina praça dos Anjos.

Quem visita São Miguel do Gostoso de agosto a janeiro, no período da “farinhada”, pode ir a uma das mais de vinte casas de fàrinha , como a de Ronério, conhecer o trabalho artesanal de transformação da mandioca em farinha e em goma para fazer tapioca (cominidade de Freijós, s/n, a 20 km do centro).

As praias desse trecho de litoral, ainda bastante virgem, são de águas calmas, com poucas casas de veraneio, povoadas por jangadas e margeadas por terrenos de vegetação rasteira e rala. Podem ser exploradas de buggy na maré baixa.

A praia de Ponta do Santo Cristo é a mais indicada para o windsurfe.

O cenário da praia de Tourinhos se destaca pelas belas falésias.

Na praia do Marco vê-se uma réplica grosseira do marco da posse portuguesa – a peça original foi transferida para a capital potiguar.

O acesso a São Miguel do Gostoso se dá pela BR-101 e a RN-221 em estrada com boa sinalização.

GALINHOS

Destino dos viajantes mais aventureiros, que margeiam o litoral nordestino com buggy ou veículo com tração nas quatro rodas, a minúscula Galinhos, a 175 quilômetros de Natal, é alcançada pela BR-406, seguida da RN-402, com trechos esburacados.

[jwplayer config="myplayer" file="http://www.bahia.ws/videos/rio-grande-do-norte/galinhos-rn.flv" image="http://www.bahia.ws/videos/rio-grande-do-norte/galinhos-rn.jpg" html5_file="http://www.bahia.ws/videos/rio-grande-do-norte/galinhos-rn.mp4" download_file="http://www.bahia.ws/videos/rio-grande-do-norte/galinhos-rn.mp4"]

Carros não entram no vilarejo; ficam estacionados em um ponto de apoio às margens do rio Pratagi, que é atravessado por barco.

Do outro lado do rio, descortina-se uma península de cenário encantador e pitoresco: chão de areia – por isso o transporte é feito em charretes -, paisagem rústica, pousadas despojadas mantidas por moradores, TV no meio da praça ligada até bem tarde.

Na parte de trás, o povoado (que deve seu nome ao peixe-galo, abundante por ali) encontra-se com o mar em um trecho de dunas baixas, de águas não muito agitadas, convidativas ao banho.

Durante os passeios de barco de madeira a motor pelos arredores nos rios Pratagi, Aratuá e do Capim, o visitante pode apreciar a riqueza do mangue, as pequenas praias de água doce em ilhotas e as montanhas brancas de sal.

PONTA DO MEL

Pertencente ao município de Areia Branca e frequentado por mossoroenses, a rústica vila de Ponta do Mel – o nome alude à produção de mel silvestre na serra do Mel, próxima dali -, parece ter sido construída em pavimentos: as casas descem do alto das falésias até a beira da praia deserta.

[jwplayer config="myplayer" file="http://www.bahia.ws/videos/rio-grande-do-norte/ponta-do-mel-rn.flv" image="http://www.bahia.ws/videos/rio-grande-do-norte/ponta-do-mel-rn.jpg" html5_file="http://www.bahia.ws/videos/rio-grande-do-norte/ponta-do-mel-rn.mp4" download_file="http://www.bahia.ws/videos/rio-grande-do-norte/ponta-do-mel-rn.mp4"]

Quem está na parte de cima, onde fica o Farol da Ponta do Mel, tem uma vista privilegiada de fa lésias avermelhadas, dunas e um mar a perder de vista.

A paisagem desse lugar distante 355 quilômetros de Natal reúne trechos de caatinga, com alguns mandacarus e macambiras, além de cabras e jumentos.

Vale a pena esticar o passeio e conhecer a praia de São Cristóvão, bastante deserta, ótima para observar o pôr-do-sol.

Pode-se chegar à Ponta do Mel em carro comum, pela BR-110, ou em veículo com tração nas quatro rodas pela BR-304 até Porto do Mangue, a partir de onde o percurso continua por sobre as dunas em uma linda estrada de areia.

O segundo caminho requer cuidado: não é sinalizado e não tem postos de gasolina; é fundamental abastecer com antecedência. Pouco antes de Ponta do Mel fica a praia do Rosado, nome que faz menção aos tons cor-de-rosa das dunas.

Aprecie desse ponto o entardecer, quando as cores róseas das dunas se misturam com as do céu, em um espetáculo inesquecível.

Tags

 

0 Comments

You can be the first one to leave a comment.

Leave a Comment

 

You must be logged in to post a comment.